terça-feira, 19 de julho de 2011

Aprendendo a viver!



Eu ainda to aprendendo a viver e conviver. sou mimada e chata; mandona, dona da razão. mesmo errada gosto de estar certa e brigo por isso; gosto de me sentir dona do meu próprio umbigo e de imaginar que talvez o mundo gire em torno dele. 

não sei viver sem um abraço, um carinho ou um beijo, não sei viver sem ouvir um ‘eu te amo’ 

não sei andar sem cair ou tropeçar, não sei acertar sem antes errar, não sei me dar bem com todos a minha volta e também não sei ser amada por todas.

to aprendendo a me levantar, a chorar e mostrar as cicatrizes; to aprendendo a perder a vergonha, com tantas pessoas no mundo eu não posso ser tão diferente de todos !

tenho sim meus medos e minhas incertezas, também tenho minhas obrigações.

tenho minhas mil caretas para todos os momentos, do riso mais forçado ao mais sincero.

tenho um coração maior que o mundo, mas restrito. Vontade de salvar o mundo não me falta, faço a minha parte, mas me dói saber que é mais fácil salvar o mundo sozinha do que algumas pessoas.

acredito verdadeiramente em Deus, amo e sei que sou amada por ele, apesar dos pecados diários. Não sigo religião, tenho a minha vida e as minhas normas, claro que, depois das normas da minha mãe.

sou menina, moleca, delicada e marrenta. sou o que posso ser,o que quero ser e o que me agrada ser; posso ser uma pessoa diferente a cada dia, mas se sou assim é assim que vou ser; tenho um humor descontrolado, quase bipolar.


já quis ser de tudo, mas sou apenas estudante, o mundo vai me esperar, eu sei.

E apesar de todos os meus defeitos, medos e desesperos, consigo ser leal aquilo que quero ser e sou feliz, sim, sou muito feliz apesar de tudo, cresci sabendo que a vida não é fácil e ficar sentado se lamentando não vai ajudar – aprendi isso da pior maneira; se não quiser passar por isso, aprenda do jeito mais fácil;

beijei, chorei, gritei, pulei, briguei, cantei, dancei, sonhei; fiz e continuo fazendo muito tudo isso, assim é a vida de cada um, e casa um leva do jeito que pode, eu escolhi ser feliz (;

Nenhum comentário:

Postar um comentário