segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

A cada ano redescubro...



Cada ano descubro novos objetivos, novos caminhos, novas alternativas. Redescubro formas de enxergar algo ou alguém, re-descubro-me. Neste último ano descobri que muitas vezes, o que a gente pensa que ainda nos fere, na verdade, já cicatrizou há muito tempo. Descobri que perdoar deixa o coração leve, bem leve. Descobri também que perdoar tem seu tempo certo e talvez seja um dos verbos mais difíceis de serem concretizados pelo ser humano. Tem que redescobrir uma nova maneira de enxergar aquele que te magoou. É preciso redescobrir um novo lugar para esta pessoa em sua vida. Ainda que seja um lugar não mais tão próximo. Redescobri que crescemos a cada ano, ainda que insistamos nos erros, nas ingratidões e pequenos sentimentos, em cada momento que sorrimos ou choramos, há uma possibilidade de aprendizado. Redescobri que muitas vezes precisamos nos isolar em nosso mundinho, sair do tumulto para o nosso silêncio interior, para poder nos escutar de verdade. Redescobri que, por mais que distâncias físicas e o tempo nos separem dos que amamos, estes serão sempre especiais, guardados intactos em nossos corações. Redescobri que ninguém é colocado em nosso caminho por acaso. Ou tem algo a nos ensinar, ou algo a aprender conosco. Redescobri, imensamente feliz, que ao me olhar no espelho, apesar de tudo, ainda trago em mim muito daquela que fui e admirei. Descobri que confiança é algo muito, muito frágil, e a minha é daquelas praticamente impossíveis de serem reconquistadas. Redescobri que amor é companheirismo e cumplicidade que se conquista e se reforça no dia-a-dia. Redescobri que muitas vezes confundi paixão com amor e que amor de verdade, só conheci quando chegaste ao meu mundo. Descobri que o meu amor não adquire tamanho. Continua infinito, incomensurável. Redescobri que amor é o que me impulsiona, me alimenta e me faz sentir viva, livre e completa. Redescobri que amor é a minha essência e sempre será. Descobri que a cada dia, cada segundo, cada ano, cada aniversário, temos nas mãos a oportunidade de nos redescobrirmos, de nos reinventarmos, de viver e reviver de uma maneira cada vez melhor. Redescobri que isso é um eterno ciclo. Enfim, constatei que tudo poderia ter sido diferente... Mas, redescubro todos os dias que há em mim um sorriso eterno de gratidão por não ter sido...

Nenhum comentário:

Postar um comentário